Freguesias Construção da nova Junta de Vermoim decorre “a bom ritmo”Economia A Praça já abriu na InternetAtualidade Famalicão celebra 25 de Abril com sessão solene onlineEconomia Famalicão lidera investimento industrial na regiãoDesporto Famalicão sensibiliza para a ética no desportoEducação Câmara avança com obras de remodelação e ampliação na pré-primária de BairroSaúde Paulo Cunha em ciclo de conferências da CESPUAtualidade Comércio da Vila é o novo “centro comercial” de FamalicãoMobilidade Está aberta ao público a Via Ciclo Pedonal entre Famalicão e GondifelosFreguesias Ampliação e modernização do cemitério de Gondifelos honra a memória de quem parteEconomia Temos Praça!Câmara Reunião Municipal de 04/03 com transmissão em diretoCâmara Município promove webinnar sobre utilização do novo balcão de atendimento digitalCultura e Turismo Famalicão chama jovens músicos para estágio em orquestraMobilidade Câmara e ACP promovem ciclo de formação sobre educação e segurança rodoviáriaMobilidade Reativada a utilização do Passe Sénior FelizAtualidade Câmara de Famalicão abre candidaturas aos Selos Visão’25Câmara Apoios para fixar jovens e premiar bombeiros voluntários Cultura e Turismo O “Discurso Silencioso” de Jorge Pinheiro na Ala da FrenteDesporto Famalicão lança plano para a retoma da atividade físicaCOVID-19 Centro de Vacinação Covid 19 de Famalicão já vacinou mais de 14 mil pessoasEducação Famalicão conclui processo de remoção de fibrocimento nas escolas do concelhoCâmara Famalicão prevê conclusão do PDM em 2022Cultura e Turismo Candidaturas ao Prémio de História Alberto Sampaio decorrem até 31 de maio
O SEU LUGAR

Residentes / Cultura
Rede de Museus

Museu da Guerra Colonial

Lago Discount, Lote 35 A
4760-727 Ribeirão

T: 252 322 848 | 252 376 323
E: museuguerracolonial@adfa.org.pt


Horário:
Terças, quintas e sábados:
14h30 - 18h00

Grupos e Escolas: com marcação prévia

Entrada Livre
O Museu da Guerra Colonial nasceu no ano de 1999, através de uma parceria entre o Município de Vila Nova de Famalicão, a ADFA (Associação dos Deficientes das Forças Armadas) e ALFACOOP (Externato Infante D. Henrique de Ruilhe), tendo por base um projeto pedagógico intitulado “Guerra Colonial, uma história por contar”.
Mais do que um espaço museológico, é um local que pretende transmitir ao visitante um real conhecimento sobre este período da História de Portugal, contado por quem a viveu e sentiu na primeira pessoa. A exposição permanente retrata o itinerário do combatente português na Guerra Colonial (1961-1974), abordando as temáticas d’O Embarque; O Dia-a-Dia; As Operações Militares; Os Nativos; A Ação Social e Psicológica; A Religiosidade; Os Horrores da Guerra; A Morte; A Correspondência e as Madrinhas de Guerra.
Todo o acervo museológico foi cedido ou doado por antigos combatentes ou seus familiares, Delegações da Associação dos Deficientes das Forças Armadas e pelos vários ramos das Forças Armadas Portuguesas.
O visitante poderá ainda ver os objetos usados pelos nossos Militares, como Baús da Guerra (objetos pessoais, alimentação, vestuário), Fardamentos e Equipamento Militar (torres de transmissões, paraquedas, capacetes, armas), e Veículos de Guerra.

Missão
Promover a compreensão da história e do impacto da guerra colonial nas suas dimensões pessoal, nacional e internacional, com ênfase na experiência humana.

Objetivos
1. Promover a consciência para os valores da paz e da não violência;
2. Valorizar a memória da guerra colonial no contexto individual e coletivo;
3. Incrementar, de forma coerente, a coleção do museu;
4. Difundir o conhecimento sobre a coleção;
5. Promover o museu como uma instituição eficaz, responsável e transparente na transmissão da temática “guerra colonial”.

Palavras inspiradoras
Memória – História – Justiça – Encontro – Paz

Saiba mais sobre o Museu da Guerra Colonial