Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Cultura e Turismo
Integrar através do circo é a proposta do “EnvolvArte”
    03-12-2019
    Minutos antes de entrarem em cena, o estado de espírito dos protagonistas do espetáculo “Circo Por Todos” era geral: nervosos, mas muito felizes. Afinal, não é todos os dias que se sobe a um palco como o da Casa das Artes de Famalicão para atuar perante um auditório lotado, muito menos para uma performance de artes circenses.
    O espetáculo, que marcou o encerramento do quarto ano do projeto “EnvolvArte” e que hoje assinalou o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, juntou no palco do grande auditório dezenas de utentes de instituições de solidariedade social do concelho famalicense, num momento desafiante, revelador de talento, repleto de alegria e de superação.
    Os ensaios arrancaram em maio, nas instalações do Instituto Nacional das Artes do Circo (INAC), no Lago Discount, em Ribeirão.
    “Foi encantador trabalhar com cada um deles. Envolveram-se verdadeiramente e aperceberam-se que eram os verdadeiros protagonistas desta criação. Os técnicos do INAC acompanham, mas só eles fazem técnica de circo”, explica Lueli Campos, do INAC e coordenadora do projeto.
    Este é já o terceiro ano que a APPACDM participa no “EnvolvArte”, promovido pela Câmara Municipal de Famalicão e o INAC.
    Para Fernanda Rodrigues, monitora da instituição, esta não é uma atividade como as outras. “Eles querem mostrar aquilo que conseguem fazer e dedicam-se muito. A interação com os artistas do INAC é fantástica e isso ajuda-os a tornarem-se mais ativos quer do ponto vista intelectual, quer do ponto de vista físico”, disse.
    Participam ainda no projeto a ACIP, AFPAD, Associação Teatro Construção, Centro Social de Landim e o Centro Social e Paroquial de Ribeirão.
    Entre os presentes no espetáculo desta manhã estava também o vereador da Cultura do município, Leonel Rocha, que lembrou que “através da arte é possível tornar a vida dos outros mais fácil e fazer da nossa sociedade uma sociedade mais inclusiva”.
    Recorde-se que o “EnvolvAr-te” pretende através das artes circenses e da sua capacidade de estímulo à liberdade, envolver e integrar cidadãos portadores de deficiência do concelho famalicense numa missão artística repleta de novos desafios, mas também muito convívio e alegria.
    Incentivar o respeito por si próprio e pelos colegas; socializar e integrar; desenvolver a coordenação motora; praticar atividade física através do trabalho muscular e de alongamento; aprender a noção de espacialidade e concentração; ganhar consciência corporal e despertar o interesse e a perceção artística, fomentando um acréscimo na formação como cidadão e público artístico-circense são os objetivos específicos deste projeto.

    AECCB desafia comunidade a “caminhar com os sapatos dos outros”

    O espetáculo final do projeto “EnvolvArte” não foi o único momento pensado para assinalar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência em Vila Nova de Famalicão.
    O Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco (AECCB) veio até aos Paços do Concelho com a exposição itinerante “Caminhar com os sapatos dos outros: deixa-te conhecer-me!”, onde cada par de calçado exposto representa a oportunidade que cada observador tem de se despir do seu individualismo e sentir o outro.
    Com esta iniciativa, o AECCB pretende alertar a comunidade famalicense para a questão do respeito pelos Direitos Humanos.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
81 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2019 | handmade by brainhouse